Diversificação de um portfólio de fundos multimercado: uma análise empírica

Carregando...
Imagem de Miniatura
Co-orientadores
Tipo de documento
Dissertação
Data
2012
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
O objetivo deste trabalho é evidenciar qual a quantidade de fundos multimercado necessária para se obter um portfólio diversificado. Distintos trabalhos no exterior já foram realizados com ativos semelhantes, como os hedge funds, assim, este trabalho utiliza-se de metodologia já desenvolvida nestes estudos. No entanto, o Brasil possui em seu mercado características próprias que podem influenciar na diversificação em fundos multimercado. A alta taxa de juros influencia muito no resultado desses produtos e, como consequência, os fundos multimercado possuem uma alta correlação entre si. Outra característica desse tipo de investimento é que possuem distribuições de retornos não simétricas e de caudas pesadas, por coseguinte, medir o risco de uma carteira de fundos multimercado somente pela volatilidade não é prudente, por isso, ao construir um portfólio, analisa-se também a assimetria e a curtose. Conclui-se que quanto maior o número de fundos em um portfólio, menor a volatilidade e o excesso de curtose deste, e que não é necessário mais do que 30 fundos para se obter uma carteira de fundos multimercado diversificada.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Simonsen, Axel André
Araújo, Michael Viriato
Área do Conhecimento CNPQ
Citação