A relação de variáveis macroeconômicas com a taxa de falência de empresas brasileiras

Carregando...
Imagem de Miniatura
Co-orientadores
Tipo de documento
Dissertação
Data
2017
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
Este trabalho estuda, de maneira inédita, como a taxa de falência de pequenas, médias e grandes empresas se comporta frente a mudanças em variáveis macroeconômicas como PIB, câmbio, oferta de moeda, taxa de juros, comportamento do Ibovespa, abertura de novas empresas e taxa de inflação. Utilizando da modelagem por vetor auto regressivo (VAR), os resultados encontrados, entre os meses de janeiro de 2010 e dezembro de 2015, demostram que empresas de pequeno porte possuem uma dinâmica diferente dos demais portes estudados, estando praticamente imunes a mudanças no cenário macroeconômico brasileiro. Para médias e grandes empresas, foi encontrado que atitudes que promovem uma melhor saúde econômica, como crescimento do PIB e taxa de câmbio baixa contribuem para uma melhor perspectiva de sucesso das empresas. Além disso, encontrou-se uma relação imediata entre mudanças na taxa de inflação e no aumento da concorrência com a taxa de falência das empresas, fato que vai contra o censo econômico.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Bortoluzzo, Maurício Mesquita
Área do Conhecimento CNPQ
Citação