Como a assimetria regulatória vêm impactando o mercado da saúde suplementar, e a oferta de produtos por parte das operadoras

Carregando...
Imagem de Miniatura
Co-orientadores
Tipo de documento
Trabalho de Conclusão de Curso
Data
2019
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
O sistema de saúde suplementar brasileiro vem enfrentando dificuldades, as quais acabam impactando não só a população, mas também o desenvolvimento econômico das operadoras de planos de saúde. De um lado indivíduos que, apesar de possuírem interesse em aderir a um plano de saúde, não conseguem comportar as elevadas mensalidades e seus reajustes ano a ano. De outro, operadoras vem sofrendo pressões de custos, perda de beneficiários e seleção adversa, tendo como única ferramenta para fechar a conta, o aumento das mensalidades. Para manter toda essa cadeia funcionando, existem leis e regulações impostas pela agência reguladora (ANS) e pelo ministério da saúde, parte delas um tanto quanto ineficientes e que de certa forma, acabam incentivando estratégias de comercialização por parte das operadoras, e por parte dos consumidores. Analisando dados do setor de saúde suplementar, o estudo tem como objetivo analisar a regulação do mercado brasileiro de saúde suplementar e pontuar as consequências da assimetria regulatória existente no mercado. Esperamos observar uma mudança na política de comercialização de planos individuais, principalmente por parte das grandes operadoras, que acabam visando planos com maior rentabilidade e menores riscos em suas carteiras, além de analisar operadoras que adaptaram seus modelos de negócio para conseguir comercializar planos individuais. Para isso, serão analisados os dados do sistema de saúde suplementar, disponíveis no site da ANS, que tangem tanto ao número de operadoras, seu tamanho em termos de beneficiários, e a evolução dos planos individuais. Esperamos encontrar evidências favoráveis para a redução na comercialização de planos individuais, principalmente pela menor rentabilidade desses produtos, além de analisar quais as alternativas existentes para as operadoras conseguirem se manter rentáveis, e provendo serviços para todas as pessoas.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Área do Conhecimento CNPQ
Ciências Sociais Aplicadas
Citação