Tropicália: manobras estratégicas em redes de músicos

Carregando...
Imagem de Miniatura
Autores
Vasconcelos, Flávio Carvalho de
Orientador
Co-orientadores
Tipo de documento
Artigo Científico
Data
2007
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
Este artigo busca construir pontes entre três campos teóricos: Teoria Organizacional, Redes Sociais e Identidade Social. Por meio da análise de redes de músicos brasileiros, monitoramos a emergência de novos estilos, paralelamente às mudanças estruturais na rede. Durante o período de análise, de 1958 a 1969, quatro estilos musicais se consolidaram: Bossa Nova, Jovem Guarda, MPB e Tropicália. Utilizamos a análise de redes sociais para obter três dimensões da evolução do campo: evolução da rede, criação de buracos estruturais e transformação da centralidade dos atores. Confl itos internos em um campo criam oportunidades de intermediação entre grupos separados por buracos estruturais. Essas lacunas podem ser gradativamente conectadas a partir de transformações incrementais nas redes dos artistas. Com a maior infl uência de artistas emergentes, aumenta a possibilidade de introdução de um novo estilo e modifi cação do sistema classifi catório do campo.

Titulo de periódico
Revista de Administração de Empresas - RAE
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Área do Conhecimento CNPQ
Ciências Humanas
Citação