Estimando a taxa de juros neutra da economia brasileira

Carregando...
Imagem de Miniatura
Co-orientadores
Tipo de documento
Dissertação
Data
2016
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
As transformações da economia brasileira, consequente do processo de estabilização monetária, possibilitaram ao país a utilização do arcabouço teórico difundidos nas principais economias do planeta, especialmente aqueles relacionados a processos mecânicos de estabilização dos preços. Neste contexto, a taxa de juros neutra figura entre os principais temas. Esta dissertação tem o objetivo de estimar a taxa de juros neutra brasileira a partir de um filtro de Kalman, compatível com um ambiente de estabilidade da inflação e PIB. Os resultados indicam que o filtro de Kalman apresentou estimativas robustas a inferências à média, entretanto, se mostrou frágil em respostas a perturbações atípicas, em linha com os descrito em estudos sobre o tema. Além disso, as simulações apontam que a relação inversa entre desvios do juro real praticado pelo Banco Central e a taxa de juros neutra estimada foi respeitada, especificamente, no período pós 2012, identificamos o maior número de trimestres consecutivos em que o juro real praticado na economia brasileira se situou abaixo da taxa de juros neutra antecedendo o espaço de tempo em que o IPCA apresentou o maior número de trimestres consecutivos acima da meta de inflação.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Weeks, Daniel
Muinhos, Marcelo Kfoury
Área do Conhecimento CNPQ
Citação