Determinação de ratings de crédito para empresas brasileiras através de indicadores contábeis

Carregando...
Imagem de Miniatura
Orientador
Co-orientadores
Tipo de documento
Dissertação
Data
2007
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
Um dos benefícios obtidos com a estabilidade econômica brasileira foi o crescimento das operações de crédito. Conseqüentemente, os investidores e os agentes financeiros passaram a demandar de forma mais intensa as avaliações e opiniões sobre a qualidade de crédito das empresas. Mesmo assim, o número de empresas avaliadas pelas agências de rating ainda é pequeno. Assim, este trabalho tem dois diferentes, mas complementares, objetivos: o primeiro deles é averiguar se as agências de avaliação de crédito estão sendo mais severas nas análises de empresas brasileiras ao longo do tempo, conforme sugerido em alguns estudos efetuados para o mercado norte-americano. O segundo objetivo está relacionado ao desenvolvimento de uma metodologia de rating baseada no modelo probito ordinal em painel, que, através da utilização de variáveis contábeis e indicadoras, seja capaz de prever o nível de rating para aquelas companhias que não possuem nenhuma avaliação de crédito. Os resultados não apontaram nenhuma evidência de que as agências de ratings estão sendo mais rigorosas em suas análises ao longo do tempo para as companhias brasileiras. Isto permitiu a utilização da amostra no período de dezembro de 2000 a dezembro de 2005 para a previsão de ratings. As variáveis “lucro líquido sobre o total de ativos” (ROA), “dívida total sobre total de ativos” (TDA) e a variável indicadora de presença no Índice Bovespa (DIBOV) foram as que, conjuntamente, melhor explicaram os ratings no modelo proposto.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Área do Conhecimento CNPQ
Citação