Determinantes De Desempenho De Unicórnios Como Companhias De Capital Aberto

Carregando...
Imagem de Miniatura
Co-orientadores
Tipo de documento
Dissertação
Data
2021
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
Investigamos as características de empresas unicórnios – disruptivas e de capital privado, avaliadas em pelo menos US$ 1 bilhão – após o processo de oferta pública inicial (IPO), afim de verificar o desempenho dessas companhias no curto e longo prazo. Utilizamos uma amostra de 185 empresas ao redor do mundo, financiadas por VCs e que abriram capital entre 2006 e 2021. Os dados foram organizados em cross-section para avaliar se três fatores se apresentam relevantes para a análise de desempenho: qualidade dos fundos de VCs envolvidos nos investimentos da empresa, quantidade de rodadas de financiamento até o IPO e anos até a abertura de capital. A análise dos resultados estatisticamente significantes indica que há relação negativa entre a qualidade dos VCs envolvidos no financiamento das companhias e o underpricing no primeiro dia de negociação, de forma que os unicórnios que recebem investimentos de VCs renomados tem menor undepricing na abertura. A quantidade de anos que a empresa leva até a abertura de capital impacta positivamente o retorno da companhia para o período de um ano e o número de rodadas de financiamento que uma companhia recebe antes da abertura de capital, impacta positivamente o retorno da companhia para o período de três anos, utilizando buy and hold abnormal returns (BHAR) e Q de Tobin como métricas para performance.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Sampaio, Joelson Oliveira
Área do Conhecimento CNPQ
Ciências Sociais Aplicadas
Citação