Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.insper.edu.br/handle/11224/2279
Type: Dissertação
Title: Mobilidade educacional intergeracional: evolução entre 1996 e 2014
Authors: Kobayashi, Julia Iurie
Examination board: Menezes Filho, Naercio Aquino
Tavares, Priscilla Albuquerque
Advisor: Artes, Rinaldo
Publication Date: 2017
Original Abstract: Este trabalho tem por objetivo estudar e apontar evoluções na mobilidade educacional intergeracional no Brasil através da estimação de um coeficiente de persistência educacional que relaciona a educação dos pais com a educação do filho. Para essa avaliação foram utilizados os dados do suplemento de Mobilidade Sócio Ocupacional da PNAD de 1996 e 2014. O principal resultado encontrado é que o Brasil segue um padrão de países considerados subdesenvolvidos, cenário compartilhado por grande parte dos países latino americanos, que ainda apresentam um alto grau de dependência entre as gerações, com elevado grau de influência da escolaridade dos pais na determinação da escolaridade dos filhos. Apesar de 2014 apresentar resultados que indiquem uma mudança no grau da mobilidade em relação a 1996, ainda se tem uma forte dependência intergeracional, pois os valores do coeficiente de persistência educacional são ainda mais baixos em outros países, alguns casos de países ainda considerados em desenvolvimento ou mesmo países desenvolvidos como os EUA, indicando que existe espaço para uma evolução mais significativa.
Keywords in original language : Mobilidade educacional, evolução brasileira, coeficiente de persistência.
Abstract: This work has the objective of study and indicate evolutions in intergeneracional educational mobility in Brasil through the estimation of a coefficent of educational persistence, that connects father’s educations to the son’s education. To this evaluation were used the data of the Supplement of Social-Ocupattional Mobility of PNAD of 1996 and 2014. The main result find it is that Brasil follows the path of the countries considered undevelopment, scenario that is shared by many latin american countries, which still have a high dependence degree between generations, and high influence from parentes schooling in the determination of sons schooling. Although that 2014 presents results indicating a change in the mobility degree comparing with 1996, there are still a strong depedence, since the values of the coefficient of educational pesistence are still lower in other countries, even in countries considered undevelopment or even in developed countries such as USA, indicating that there is still space for improvement.
Language: Português
Appears in Collections:Mestrado Profissional em Economia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
JULIA IURIE KOBAYASHI_Trabalho.pdf834.39 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.