Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.insper.edu.br/handle/11224/3910
Type: Artigo Científico
Title: Restrições ao Crédito: Uma Análise Comparativa entre Empresas Brasileiras de Capital Aberto e Fechado
Author: Bortoluzzo, Adriana Bruscato
Rezende, Gabriel Ribeiro Vieira
Publication Date: 2019
Original Abstract: Objetivo: O objetivo deste estudo é analisar as potenciais diferenças em relação à restrição ao crédito entre empresas de capital aberto e fechado e, para tanto, foram coletadas informações financeiras de 291 empresas brasileiras de capital aberto e 325 empresas de capital fechado, de 2012 a 2016. Fundamento: As teorias clássicas de finanças defendem que a assimetria de informações é uma das principais causas para fortalecer a barreira entre investidores e empresas. A partir disso, seria plausível presumir que empresas abertas tem menor dificuldade para conseguir capital, próprio ou de terceiros, dado seu maior nível de disclosure. Método: Regressão em painel, tendo caixa como a variável dependente e fluxo de caixa como a principal variável explicativa. Resultados: Os resultados apontam que empresas de capital aberto têm maior dependência do caixa e fluxo de caixa em relação às empresas de capital fechado. Uma sub amostra construída utilizando o propensity score matching corroborou os resultados do estudo. Isso implica na existência de maior restrição ao crédito para empresas de capital aberto do que para as empresas de capital fechado. Contribuições: As principais causas por trás dos resultados inesperados são as particularidades do mercado de crédito brasileiro (forte atuação do BNDES), associadas ao fato de que empresas de capital aberto foram, em média, mais afetadas pela recessão econômica de 2015-2016 do que as empresas as empresas de capital fechado.
Keywords in original language : Restrição ao crédito
Assimetria de informações
Empresas de capital aberto e fechado
BNDES
Abstract: BACKGROUND: Classic finance theories argue that information asymmetry is a major cause to reinforce the barrier between investors and companies. From this, it would be plausible to assume that publicly traded companies have less difficulty in raising equity, either from their own or from third parties, given their higher level of disclosure. OBJECTIVE: the purpose of this study is to analyze the potential differences regarding credit constraints between opened and closed capital companies. To this end, financial information was collected from 291 Brazilian opened capital companies and 325 closed capital companies, from 2012 to 2016. METHOD: With a panel regression, with cash as the dependent variable and cash flow as the main explanatory variable. RESULTS: the results show that opened capital companies are more dependent on cash and cash flow than closed capital companies. A sub-sample constructed using propensity score matching corroborated the study results. This implies a greater restriction to credit for opened capital companies than closed capital companies. CONTRIBUTIONS: The main causes behind the unexpected results are the particularities of the Brazilian credit market (strong performance of BNDES), associated with the fact that opened capital companies were, on average, more affected by the 2015-2016 economic recession than the companies with closed capital.
Keywords (english terms): BNDES
Credit constraints
Information asymmetry
Opened and closed capital companies
Language: Inglês
CNPq Area: Ciências Sociais Aplicadas
URI: http://www.spell.org.br/documentos/ver/54849/restricoes-ao-credito--uma-analise-comparativa-entre-empresas-brasileiras-de-capital-aberto-e-fechado-/i/pt-br
Copyright: O INSPER E ESTE REPOSITÓRIO NÃO DETÊM OS DIREITOS DE USO E REPRODUÇÃO DOS CONTEÚDOS AQUI REGISTRADOS. É RESPONSABILIDADE DOS USUÁRIOS INDIVIDUAIS VERIFICAR OS USOS PERMITIDOS NA FONTE ORIGINAL, RESPEITANDO-SE OS DIREITOS DE AUTOR OU EDITOR
Appears in Collections:Coleção de Artigos Científicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Artigo_2019_restrições ao credito_TC.pdfArtigo_2019_restrições ao credito_TC925.86 kBAdobe PDFView/Open

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.