Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.insper.edu.br/handle/11224/4158
Type: Artigo Científico
Title: Concorrência no setor bancário brasileiro: bancos individuais versus conglomerados bancários
Author: Silva, Marcelo Leite de Moura e
Azevedo, Paulo Furquim de
Barbosa, Klenio de Souza
Publication Date: 2016
Original Abstract: O conceito de grupo econômico é central em análises de concorrência. Entretanto, a maioria dos estudos sobre competição bancária no Brasil utiliza o relatório 4010 do Banco Central, que fornece informações de bancos identificados pelo seu Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ), desconsiderando, portanto, possíveis efeitos de coordenação entre empresas pertencentes a um mesmo conglomerado financeiro. Este artigo busca investigar empiricamente se essa desconsideração do grupo econômico produz viés nas estimativas de medidas de competição no mercado bancário brasileiro. Neste artigo são estimados os parâmetros usuais de competição no setor bancário, sugeridos por Bresnahan e Lau (1982), Panzar e Rosse (1987) e Boone (2008), utilizando dados financeiro-contábeis de bancos individuais (relatório 4010) e de conglomerados bancários (relatório 4040). As estimativas mostram que, a partir de 2004, há evidências de diferenças significantes entre as duas bases de dados, o que revela que estudos que desconsideram efeitos de coordenação entre empresas do mesmo grupo econômico estão sujeitos a viés de superestimação da intensidade de concorrência bancária.
Keywords in original language : concorrência bancária
grupo econômico
conglomerados financeiros
Abstract: The concept of economic group is central in competition analysis. However, most studies on banking competition in Brazil uses the Central Bank 4010 Report, which provides information to banks identified by their tax-identification number (CNPJ), disregarding therefore possible coordination between companies belonging to the same financial conglomerate. This paper seeks to empirically investigate whether this disregard of the economic group produces bias in the estimates of competition measures in the Brazilian banking market. In this article we estimate usual parameters of banking competition, suggested by Bresnahan and Lau (1982), Panzar and Rosse (1987) and Boone (2008) using financial-accounting data of individual banks (Report 4010) and banking conglomerates (Report 4040). Our estimates show that, since 2004, there is evidence of a significant difference between the two databases, which reveals that studies that disregard coordination between companies of the same group are subject to overestimation bias of banking competition intensity.
Keywords (english terms): banking competition
economic group
financial conglomerates
Language: Português
CNPq Area: Ciências Sociais Aplicadas
URI: https://ppe.ipea.gov.br/index.php/ppe/article/view/1657
Copyright: O INSPER E ESTE REPOSITÓRIO NÃO DETÊM OS DIREITOS DE USO E REPRODUÇÃO DOS CONTEÚDOS AQUI REGISTRADOS. É RESPONSABILIDADE DO USUÁRIO VERIFICAR OS USOS PERMITIDOS NA FONTE ORIGINAL, RESPEITANDO-SE OS DIREITOS DE AUTOR OU EDITOR.
Notes: Texto completo
Appears in Collections:Coleção de Artigos Científicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
R_Artigo_2016_Concorrência no setor bancário brasileiro_TC.pdfR_Artigo_2016_Concorrência no setor bancário brasileiro_TC394.62 kBAdobe PDFView/Open

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.