Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.insper.edu.br/handle/11224/4643
Type: Tese
Title: Essays on Economics of Education: Racial Inequality, Social Norms, and Childcare Impact on Schooling
Author: Portella, Alysson Lorenzon
Co-advisor: Kirschbaum, Charles
Examination board: Soares, Rodrigo Reis
Pinto, Cristine Campos de Xavier
Ponczek, Vladimir
Estevan, Fernanda Gonçalves De La Fuente
Advisor: Menezes Filho, Naercio Aquino
Academic degree: Doutorado
Publication Date: 2021
Original Abstract: Esta tese é composta de três capítulos. O primeiro investiga a dinâmica da desigualdade racial na formação de capital humano no Brasil usando dados que seguem crianças do seu nascimento até os 22 anos de idade. São documentadas desigualdades raciais no nasci mento, em anos de escolaridade e habilidades socioemocionais. Condicional à escolaridade prévia e outros controles, os hiatos raciais aos 11 e 15 anos de idade são significativos, mas não aos 18 e 22 anos, evidencia de que o hiato é formado cedo na vida. Também são documentados os hiatos raciais em escolaridade entre indivíduos com maior chance de entrar na universidade. Entre eles há um hiato racial aos 22 anos de idade, o que sugere que crianças negras em melhor situação socioeconômica ainda enfrentam desafios para entrar na faculdade. O segundo capítulo investiga a relação entre notas e status social no Brasil, como ela difere entre os grupos raciais e qual a associação entre desempenho acadêmico e identificação racial. Há uma relação positiva entre notas e status social entre alunos não-brancos. Essa correlação é resultados principalmente de uma relação positiva entre notas de indivíduos não-brancos e seus colegas brancos. Também é encontrada uma relação positiva entre alu nos brancos e seus colegas brancos, mas não com colegas negros. Em relação a identidade racial, há apenas uma associação fraca entre desempenho e a chance de se classificar como moreno. Entre alunos do Ensino Médio, meninas e em salas com pequena proporção de brancos, “boas notas embranquecem”. No terceiro capítulo é estimado o impacto de créches na escolaridade no Brasil. Diferenças na cobertura de créches entre municípios e no tempo são usadas como fonte de variação na exposição à educação infantil. São usadas duas estratégias empíricas. Na primeira, as crianças são agregadas em coortes de acordo com seu ano e município de nascimento, avaliando como a cobertura de créches afeta a escolaridade média da coorte aos 9 anos de idade. No segundo estudo são usados dados a nível das crianças para estimar o impacto de frequentar créche aos 3 anos de idade na escolaridade futura, utilizando a cobertura de créche no município e ano de nascimento como instrumento para matrícula na educação infantil. Os resultados são sensíveis à especificação utilizada e na melhor das hipóteses créches têm apenas um impacto pequeno positivo. Porém, na maioria dos modelos o impacto estimado é nulo ou mesmo negativo. Os resultados indicam que a expansão de créches no Brasil ocorreu sem uma melhora concomitante na qualidade ou sem focalizar as crianças que mais se beneficiariam dele.
Keywords in original language : Educação
Desigualdade Racial
Embranquecimento
Educação Infantil
Abstract: This thesis has three chapters. The first investigates the dynamics of racial inequalities in human capital formation in Brazil using data from a study that follows children from their birth up to age 22. It documents racial inequalities in birth outcomes, years of schooling and socioemotional skills. Particularly for years of completed schooling, we observe increasing black-white unconditional gaps. Conditional on previous schooling and other control variables, racial gaps are only significant at ages 11 and 15, but not at ages 18 and 22, which is evidence that the gap is formed early in life. It also documents different dynamics for the racial gaps when we restrict the analysis to those more likely to attend college, finding a significant racial gap in schooling at age 22 among the better-off, which suggests that black children from advantaged backgrounds may face difficulties in attending college. The second chapter investigates the relationship between grades and social status in Brazil, how it differs between racial groups and the association between academic performance and racial identity. We find that there is a positive correlation between grades and so cial status among nonwhite students. Their social status increases with grades especially among whites. We also find that there is a positive correlation between grades and same race social status for whites, but not across races. Regarding racial identification, we find weak evidence that better grades decrease the odds of identification as the mixed-race category. Among high-school students, females, and in classrooms with smaller share of whites “good grades whiten”. The third chapter estimates the impact of kindergarten attendance on later schooling in Brazil. It uses differences in kindergarten roll-out across municipalities and time as a source of variation in exposure to childcare in early life. It applies two empirical strategies. In the first we aggregate children in cohorts defined by their town and year of birth to evaluate how kindergarten coverage by the time of birth affects average cohort schooling at age 9. Second, we use individual-level data to estimate the impact of attending kinder garten at age 3 on schooling at age 9, using kindergarten coverage in the town and year children were born as an instrument for kindergarten enrollment. Results are sensitive to model specification, but in both research designs we find that kindergarten had at best small positive effects on schooling, although in most models the impact is null or even negative. The results suggest that the expansion of kindergarten in Brazil came at the expanse of quality or that it did not target the children that would benefit the most from these services.
Keywords (english terms): Education
Racial Inequality
Whitening
Childcare
Language: Inglês
CNPq Area: Ciências Sociais Aplicadas
Copyright: TODOS OS DOCUMENTOS DESSA COLEÇÃO PODEM SER ACESSADOS, MANTENDO-SE OS DIREITOS DOS AUTORES PELA CITAÇÃO DA ORIGEM.
Appears in Collections:Doutorado em Economia dos Negócios

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Alysson Lorenzon Portella - Tese.pdfAlysson Lorenzon Portella - Tese11.05 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.