Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.insper.edu.br/handle/11224/5682
Type: Trabalho de Conclusão de Curso
Title: Em que medida a performance de longo prazo de firmas que realizam IPO no Brasil é influenciada pelas condições do mercado no momento em que abrem o capital?
Author: Moreira, Pedro De Melo Pimenta
Advisor: não informado
Academic degree: Graduação
Publication Date: 2022
Original Abstract: O objetivo deste artigo será analisar o efeito de fatores de curto prazo presentes no momento da abertura do capital das firmas sobre as suas performances de longo prazo. Nesse sentido, a análise será voltada a entender como as valorizações nos preços dos IPOs em seus primeiros dias de negociação e o nível de aquecimento do mercado no ano em questão afetam seus preços no prazo de 2 anos. A literatura relacionada descreve ambos os processos de curto prazo e destacam a sua influência na performance de longo prazo dos IPOs, entretanto, em sua maioria, se limitam a justificar de forma teórica tal relação. Neste artigo, foi desenvolvida uma regressão por meio do método de Mínimos Quadrados Ordinários com dados de IPOs no Brasil entre os anos de 2004 e 2020. Os resultados obtidos são de que quanto maiores as sobrevalorizações dos IPOs em seus primeiros dias de negociação e mais aquecidos os mercados nos anos da abertura do capital, piores serão suas performances de longo prazo, estas sendo medidas por meio de seus retornos acumulados.
Keywords in original language : IPOs
Curto e Longo Prazo
Underperformance
Sobrevalorização
Abstract: The purpose of this article is to analyze the effect of short-term factors present at the time of firms’ going public on their long-term performance. The analysis will be focused on understanding how the appreciation in the prices of IPOs in their first days of trading and the level of market heating in the year of going public affect their prices over a 2-year period. The literature related to the topic broadly describes both short-term processes and highlights the influence on the long-term performance of IPOs, however, for the most part, they limit themselves to theoretically justify this relationship. In this article, a regression was developed using the Ordinary Least Squares method with data from IPOs in Brazil between the years 2004 and 2020. The results obtained are that the greater the overvaluations of IPOs in their first trading days and the more heated the markets in the IPO years, the worse their long-term performances will be, which are measured through the firms' accumulated returns.
Keywords (english terms): IPOs
Short and Long Term
Underperformance
Overvaluation
Language: Português
CNPq Area: Ciências Exatas e da Terra
Copyright: TODOS OS DOCUMENTOS DESTA COLEÇÃO PODEM SER ACESSADOS, MANTENDO-SE OS DIREITOS DOS AUTORES PELA CITAÇÃO DA ORIGEM
Appears in Collections:Graduação em Economia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PEDRO DE MELO PIMENTA MOREIRA_Trabalho.pdfPEDRO DE MELO PIMENTA MOREIRA_Trabalho433.37 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open
PEDRO DE MELO PIMENTA MOREIRA_Termo Autorização.pdfPEDRO DE MELO PIMENTA MOREIRA_Termo Autorização90.36 kBAdobe PDFView/Open

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.