Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.insper.edu.br/handle/11224/951
Type: Dissertação
Title: Competição bancária: comparação do comportamento de bancos públicos e privados e suas reações à influência do governo
Authors: Martins, Tiago Sammarco
Examination board: Moita, Rodrigo Menon Simões
Mello, João Manoel Pinho de
Advisor: Bortoluzzo, Adriana Bruscato
Publication Date: 2012
Original Abstract: Os bancos públicos representam uma parcela importante do mercado bancário no Brasil e no mundo, e eles podem ser tratados como instrumentos do governo para implantação de políticas públicas, incentivo à competição bancária e aumento do bem-estar social. Apesar de um dos principais argumentos para a existência de bancos públicos ser o incentivo à competição, este papel não pode ser comprovado em estudos acadêmicos disponíveis na literatura. Esta dissertação analisa o mercado bancário brasileiro no período de 2000 a 2011, calculando o nível de competição de bancos públicos e privados, e suas reações às medidas adotadas pelo governo brasileiro na crise mundial de 2008, quando o governo adotou a postura de publicamente exercer pressão política nos bancos públicos para aumento de concessões de crédito e redução de taxas de juros. Pelos resultados obtidos, foi constatado que os bancos públicos apresentam preços mais baixos que os bancos privados e comportamento mais próximo à competição perfeita, contudo não foi observada mudança de comportamento competitivo após a crise de 2008 nem para bancos públicos nem para privados.
Keywords in original language : Bancos públicos
Crédito
Competição
Abstract: Public banks are an important part of the banking market in Brazil and abroad, and they can be treated as instruments of government for the implementation of public policies, encouraging banking competition and increasing social welfare. Although one of the main arguments for the existence of public banks to be the incentive to competition, this role can not be proven in academic studies available in literature. This paper analyzes the Brazilian banking market in the period 2000 to 2011, calculating the level of competition from private and public banks, and their reactions to the measures adopted by the Brazilian government in the world crisis of 2008, when the government adopted the policy of publicly pressuring public banks to increase loan approvals and reducing interest rates. From the results obtained, it was noted that public banks have lower prices than private banks and behavior closer to perfect competition, yet there was no change in competitive behavior after the 2008 crisis nor to public or to private banks.
Language: Português
Appears in Collections:Mestrado Profissional em Administração

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TIAGO SAMMARCO MARTINS inserido.pdfTEXTO COMPLETO651.3 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open
Tiago Sammarco Martins autorização.pdfINDISPONÍVEL - AUTORIZAÇÃO ALUNO1.27 MBAdobe PDFView/Open

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.