Análise de interações clusterizadas do mercado acionário brasileiro antes e durante a crise da Covid-19

Carregando...
Imagem de Miniatura
Orientador
Sandoval Junior, Leonidas
Co-orientadores
Tipo de documento
Trabalho de Conclusão de Curso
Data
2022
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
A ocorrência da pandemia do novo coronavírus no mundo globalizado trouxe uma onda de incertezas ao mercado, fazendo com que bolsas caíssem livremente e com que a volatilidade mundial saltasse. Como resultado, deixou os investidores desprotegidos, uma vez que não se sabia como se portar diante de um fenômeno biológico cuja última aparição foi há aproximadamente 100 anos. Sendo assim, este artigo busca estudar as principais correlações que existiram e persistiram durante a crise provocada pelo Sars-CoV-2 no mercado de ações brasileiro. Para a realização, manuseiam-se dados financeiros diários e mensais da série histórica das ações. Ainda, propõe-se a criação de distâncias euclidianas a partir da correlação entre os preços das ações, usando, principalmente, as Minimum Spanning Trees (MST), árvores que conectam os principais vértices (ações) e criam clusters que podem ser separados em áreas econômicas. Como resultados, espera-se que os investidores consigam sobreviver melhor a crises semelhantes que atinjam o Brasil.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Área do Conhecimento CNPQ
Ciências Exatas e da Terra
Citação