Evidências seccionais dos retornos esperados da estratégia de buffett das ações no Brasil

Carregando...
Imagem de Miniatura
Orientador
Araujo, Michael Viriato
Co-orientadores
Tipo de documento
Dissertação
Data
2020
Título da Revista
ISSN da Revista
Título do Volume
Projetos de Pesquisa
Unidades Organizacionais
Fascículo
Resumo
Este estudo tem como objetivo verificar a existência de influências sistemáticas nos retornos de uma amostra do mercado acionário brasileiro entre janeiro 2001 e julho 2018. Busca-se analisar empiricamente se o modelo proposto por Frazzini et al. (2018) captura parte da variação seccional dos retornos médios das firmas expressas através de fatores de prêmio de risco: mercado, tamanho, valor, momento, “betting-against-beta” e “quality-minus-junk”. Os resultados sugerem que características das firmas capturam parte da variação seccional dos retornos acionários brasileiros, havendo relação positiva dos retornos cross-section, o que se evidencia especialmente para o fator de tamanho, que captura riscos fundamentais do mercado acionário brasileiro. O fator book-to-market, independente ou combinado com os fatores de momento e qualidade também apresentaram relativo poder explicativo para as carteiras utilizadas como variáveis dependentes.

Titulo de periódico
Título de Livro
Idioma
Português
Notas
Membros da banca
Bortoluzzo, Maurício Mesquita
Área do Conhecimento CNPQ
Citação